Sobre Ser Infinito

Sobre se sentir infinito… Sobre o Dia da Mulher, Dia da Criança, Dia dos Pais, das Mães, dos Namorados, do Amigo, etc.

Uma querida amiga dias atrás me falou que eu vivo num mundo à parte, alegando que estou sempre feliz e sempre vendo o lado bom das coisas. Concordei em grande parte e então, começamos a filosofar sobre a tal felicidade. Compartilho parte daquele papo e sobre os meus argumentos, coloquei-os em artigos pra ficar divertido.

Da minha Constituição sobre Viver e Ser Feliz: Artigo 1º: O amor faz o mundo melhor, o amor cura, por ele e através dele cada célula do nosso corpo vibra e vive; sentir amor, irradiar amor é transformador; fazer com amor faz toda a diferença; fazer amor é bom demais. Artigo 2º.: A felicidade está dentro da gente, sinta-a. Artigo 3º.: Coisas muito boas acontecem todo santo dia, sinta-as. Artigo 4º.: Existe uma beleza indescritível no simples e nas pequenas coisas, sinta-as. Artigo 5º.: Sejamos gratos por tudo, tudo mesmo. Artigo 6º.: Lembre-se de respirar e aprenda a dizer não. Artigo 7º.: Ria de si mesmo, ainda que pareça loucura ou sem sentido para os outros. Artigo 8º.: Estabeleça limites para a opinião dos outros. Artigo 9º.: Somos filhos de Deus e isso significa que temos um mundão à nossa disposição, como filhos herdamos dons Divinos e precisamos nos reconectar (cada um descobrirá o seu jeito de fazer essa reconexão) para lembrar de como fazer o devido uso desses dons. Artigo 10º.: Medite; a meditação relaxa, energiza, alinha, traz insights, diverte, ajuda na reconexão. Artigo 11º.: Cuide da criança que existe dentro de você e sempre que possível, deixe-a livre, sinta-a. Artigo 12º.: Se cozinhou, não lave a louça; é um sentido figurado de dizer “tenha equilíbrio” e isso serve pra tudo; conheça as polaridades e aprenda a ser equilíbrio. Artigo 13º.: Presença é o presente mais valioso que podemos dar ou receber. Artigo 14º.: Esteja presente no aqui e agora, é aí que a vida vive. Artigo 15º.: Certo ou errado não existem, nem fórmulas prontas, crie-as. Artigo 16º.: Confie; confiar torna a vida mais leve; confiança + amor é dupla sensacional; confiar desconfiando não serve, isso é o mesmo que não confiar. Artigo 17º.: Sinta tesão, pelo que você faz, pelo que você é, pela vida e pelo seu companheiro (a). Artigo 18º.: Respeite e zele pelos 4 elementos: água, ar, terra e fogo. Artigo 19º.: Responsabilize-se por você e pela sua vida, com amorosidade, consciência e serenidade; não terceirize seus pensamentos, suas palavras ou ações, tenha as rédeas da sua vida. Artigo 20º.: Descontrole-se, liberte-se de querer ter o controle; ama, confia, respira e segue. Artigo 21º.: Não é o tempo que cura, é o amor. Artigo 22º.: Respeite e cuide dos bichos e da natureza e, sempre que possível, esteja perto deles. Artigo 23º.: Exercite a empatia e a compaixão; no começo é difícil, seja insistente. Artigo 24º.: Invista em autoconhecimento, seja de que modo for; isso facilitará a sua vida em todos os seus aspectos. Artigo 25º.: Viaje sozinho para um lugar desconhecido, distante da sua zona de conforto. Artigo 26º.: Ouça com o coração, veja com o coração, fale com o coração, aja com o coração, quando estiver viajando sozinho para o lugar desconhecido e em qualquer lugar, a qualquer hora. Artigo 27º.: Cuide do seu corpo, sinta-o, respeite-o, ele é sua casinha. Artigo 28º.: Espiritualize-se. Artigo 29º.: Mexa-se, faça acontecer. Artigo 30º.: Em caso de pressão máxima, aperte o botão do foda-se sem mimimi e continue respirando, lembre-se que está tudo certo e você não precisa dar conta de tudo; tire o “tem que” da sua vida. Parágrafo único: a vida é para ser vivida todos os dias, todos! Adendo do parágrafo único: nada de esperar data disso ou daquilo para celebrar, declarar, dançar, beijar, presentear, cantar, sorrir, aprender, agradecer, acolher, perdoar, sonhar, amassar, amar; nada de esperar a sexta, a segunda ou o ano novo.

Ana Vilela cantou e encantou:
“…Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar

E sim sobre cada momento, sorriso a se compartilhar

Também não é sobre correr contra o tempo pra ter sempre mais

Porque quando menos se espera a vida já ficou pra trás

Segura teu filho no colo

Sorria e abraça os teus pais enquanto estão aqui

Que a vida é trem bala, parceiro…”

Soa incoerente encher o peito para cantar “a vida é trem bala e a gente é só passageiro prestes a partir” e esperar o final de semana, as férias, o tão sonhado emprego para viver. Esperar datas “especiais” para dizer para pais, mães, filhos, irmãos, amigos, companheiros e companheiras o quanto aquela pessoa é importante, o quanto somos gratos, o quanto somos mais felizes por compartilhar nossas vidas com eles. Soa incoerente esperar o amanhã para mais um passo, para um novo roteiro, uma nova direção. Soa incoerente depender de algo ou alguém para ser feliz. Diariamente há algo em nossas vidas que merece ser celebrado. O “pra sempre” é feito de “agoras”. 
Sou favorável a celebrar as datas festivas, desde que elas não sejam condicionantes para a felicidade.
Sou oceano. Sou céu. Sou amor. Sou infinito. E assim sigo…
Feliz dia de hoje!!!
Amor incondicional,
Magda.

ps.: fotos de alguns momentos sem glamour (para os padrões convencionais), no entanto eu estava me sentindo exatamente assim:  
É saber se sentir infinito / Num universo tão vasto e bonito, é saber sonhar / Então fazer valer a pena / Cada verso daquele poema sobre acreditar.

MF, 08.03.2017.

Eu Posso… Você Também! 

Gostar de rosa, também de azul.

Ser exigente, também mediadora.

Tímida em público, também dançar ao som da chuva no meio da rua.

Não saber tocar piano, também fazer agito com castanholas e tambor.

Ter medo do escuro, também enfrentar as sombras.

Sonhar grande, também ver beleza no simples.

Andar de havaianas, também usar longo.

Corridas de rua, também praticar yoga.

Bichos, também os frutos da patchamama.

Estudar muito, também fazer comidinha.

Rodeada de muita gente, também quietinha no refúgio.

Andar de busão, também viajar pelo mundão de meu Deus.

Mergulhar com a mão no nariz, também saltar de paraquedas.

Trabalhar com foco, também sorrir um monte.

Errar o suficiente, também curar os outros.

Perder uma filha, também fé na vida.

Alguns tombos, também amar sem fim.

Viajar nas ideias, também presente no presente.

No meio dos prédios… Amor pelo mar.

Apaixonada pelo sol… Amante da lua.

Uma criança saltitante… Uma jovem saltitante… Uma mulher saltitante.

Louca… consciente!

Transformar-se todos os dias. Eu quero. Eu posso. Pra começo de conversa.
 Você também pode. Fim de conversa.

 MF, 06.03.2017