Reconhecer-se causa sorrisos!

Screenshot_2016-02-26-00-43-45-1-1.png

Esses dias eu senti o chão mexer… a tela do notebook “correu” aos meus olhos… Achei que era o excesso de leitura e a falta dos óculos… Fui busca-los e não consegui chegar até eles…

Contrariando os modelos tradicionais e os quais eu sempre segui, resolvi fazer diferente. Ao invés de agendar para o mais breve possível uma consulta, fui buscar dentro de mim possíveis respostas para tal mal-estar.

Longe de mim ser rebelde, mas me dar esse tempo faz parte de algo que eu venho buscando há anos. Não fazia sentido eu negligenciar o tempo que lutei para conseguir e para poder olhar pra mim com o merecido cuidado. Não fazia sentido eu desprezar a oportunidade de ampliar o autoconhecimento e, quem sabe, exercitar a auto cura. Porque eu acredito que parte dela (uma grande parte) – da cura –  está dentro da gente.

Semelhante ao feito durante a anamnese, fui analisando os acontecimentos dos últimos meses. Tudo mudou! A resposta estava óbvia: mudar mexe com o chão da gente. Mexe com a nossa segurança, coloca em teste se damos conta de colocar em prática aquilo que lá no fundo o coração da gente um dia quis e desejou, e o que mentalizamos e o Universo se encarregou de materializar. Muitos questionamentos compuseram a minha anamnese: aquela segurança da minha fase “anterior” era segura mesmo? Eu estava me sabotando? Eu era valorizada? Eu me valorizava? Eu aprendia mais ou ensinava mais? Ou nenhum dos dois? Era cômodo? Eu podia voar? E a questão mais intrigante: Eu era feliz?

Injusto dizer que eu era infeliz. Injusto dizer que eu não aprendia. Justo dizer que eu estava desconfortável. Porque no fundo eu desejava fazer diferente e sentia uma certa culpa por querer mudar tendo a consciência de que muita gente gostaria de ocupar o meu lugar. Muita gente desconhecia o preço…. Enfim, eu pagava o preço e, de certa forma, paga-lo fazia eu me sentir competente e poderosa. Danado de ego! Aos poucos fui tendo mais respostas e dar o devido tempo para refletir sobre elas, tem me ajudado a pisar com mais segurança mesmo que o chão seja incerto. Sigo firme em solo instável, porém fértil. Há espaço para todos.

Reconhecer que tenho limitações, reconhecer que necessitar de ajuda faz parte do jogo, assim como oferecer ajuda, relembrar que as respostas e a cura estão dentro de mim, deixar pra trás tudo e todos que são fake e reforçar minhas qualificações são passos importantes nesse caminhar. Ter as rédeas da minha vida em minhas mãos é sensacional, estar na direção da vida é demais! Dá frio na barriga, dá trabalho, dá preguiça, dá tontura. Também dá vontade de sorrir mais. Causa prazer. Aumenta a felicidade. Vale à pena. Vale mesmo!

MF, 28/02/2016.

 

6 thoughts on “Reconhecer-se causa sorrisos!

  1. Dioni Alex diz:

    Texto excelente!! E inspirador também! Bom, qual texto da nossa querida Magda não seria inspirador?! Cada novo post nos faz refletir sobre quem somos, como conduzimos as nossas vidas, sobre como interagimos com o mundo ao nosso redor, enfim, inevitavelmente faz analisarmos uma série de coisas que, no final das contas, nos ajuda a buscar caminhos melhores a serem seguidos!!! Uma pessoa brilhante, é o que posso dizer a seu respeito!!

    Ah! Linda foto viu!!! rsrs

    Liked by 1 person

    • Dioni querido, uma delicia ter bons momentos p recordar… Como aquela rotina de passar por vcs e o nosso oizinho ou tchauzinho. Risos… Beijos

      Gostar

      • Dioni Alex diz:

        Puxa vida, nem me fale Magda!! Os seus Ois e Tchaus fazem uma falta tremenda!! Fora que passar agora por aquela famosa salinha, e saber que você não está mais lá, dá uma tristeeeeeza… rsrs
        Tudo bem que temos as redes sociais para nos comunicarmos, além do blog aqui, mas em minha humilde opinião, nada disso substitui o contato pessoal!!

        Liked by 1 person

  2. Cintia Calsolari diz:

    Mag… vc é incrível… sempre aparece em minha vida nos momentos mais malucos e me passa uma força que você nem poderia imaginar! Nada é por acaso… ganhei um presente ao cruzar seu caminho naquela viagem! Amei o texto… parabéns s2

    Liked by 1 person

  3. Marcelo DC (Floripa) diz:

    Realmente desconcertante reconhecer-se e esvair-se em fluidica gargalhadas tal qual renascer das águas advindas da alma.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.